27 de mar de 2011

Esqueça o ECAD, pague diretamente ao seu artista favorito

Vi no perfil do Sérgio Amadeu no Twitter o link do Flattr. Segui e encontrei um interessante mecanismo de remuneração direta a artistas e criadores em geral.
Se você acha que toda criação merece remuneração, ou pelo menos uma parte dela, basta estabelecer quanto você pagaria mensalmente para incentivar os artistas que você admira e que fazem diferença na sua vida.
Esses artistas disponibilizam suas obras na internet. Se você gostar do que foi publicado é só clicar o botão do Flattr. No fim do mês, o que você pagou será dividido pelo número de obras que você aprovou com seus cliques.
Essas somas são calculadas e repassadas a todos os criadores que receberam aprovação do público.
Achei uma atitude interessantíssima pois cria a possibilidade de remuneração direta do artista sem a fantasia ingênua de que todo artista tem que ser remunerado. Só será remunerado aquele cuja obra interessar a um público. Por menor que seja.
Não sei se isso dará certo no Brasil porque acho difícil que as pessoas se disponham a pagar uma "mensalidade" para consumir arte. Sendo voluntária, acho que essa contribuição acabaria não acontecendo. Mas isso é só uma suposição.

Dêem uma olhada no vídeo - o áudio é em inglês e não tem legenda - para entenderem melhor.



No site do Flattr tem bastante explicação.

O que acham?

5 comentários:

  1. Sensacional! Sou a favor e pagaria essa "mensalidade" feliz..já que o ecad que pagamos nos shows não são destinados aos artistas que gostamos!

    ResponderExcluir
  2. totalmente irresponsável esse tipo de post. O blogueiro acha que é uma "fantasia ingênua de que todo artista tem que ser remunerado".... Tá maluco???? No dia em que vc criar uma música ou qualquer outra coisa que comece a ser usada para enriquecer terceiros certamente vai querer ser retribuído por isso e não deixar a critério do público em geral se vc merece ou não ser remunerada pelo seu trabalho. É muita ignorância!! Direito Autoral não é assunto pra amador!!!

    ResponderExcluir
  3. Muito interessante, Leoni. Estamos na torcida por um final justo na reforma que tanto você e outros artistas 'da ativa' tem lutado.

    No que pudermos ser úteis, estamos à disposição. Abraço!

    ResponderExcluir
  4. E aí, Leoni!

    A idéia é boa e concordo com você quanto a dar certo por aqui... também acho meio difícil. Uma saída interessante que conheci foi o download remunerado do site Trama Virtual (http://tramavirtual.uol.com.br), assim como a boa idéia do Melody Box (http://www.melodybox.com.br), um site de relacionamentos que procura criar o meio campo entre artista e público.

    Valeu!

    ResponderExcluir
  5. e se ao invés dessa verba ser "doada" pelo público, ela ser uma cota mensal proveniente do MinC e o público só direcionasse quais os artistas deveriam receber... Assim, inclusive, obrigaria a inclusão digital dos "dinossauros" avessos a Cultura Digital...

    ResponderExcluir